Renata Vasconcellos fica cara a cara com invasor que fez refém na Globo e vive momentos de terror

Renata Vasconcellos Globo
Invasor procurou Renata Vasconcellos quando fez refém. (Foto: Reprodução)

Renata Vasconcellos fica cara a cara com invasor que fez refém dentro da Rede Globo e sentença surpreende: “Distúrbios”

A jornalista Renata Vasconcellos viveu momentos de tensão esta quinta-feira (12). Mas, isso tudo começou há alguns meses. Tudo teve início no dia 10 de junho, quando o invasor Thomas Rainer adentou os estúdios da emissora Globo, buscando por Renata. Mas, ele fez de refém a jornalista Marina Araújo.

Continua após o anúncio

Veja também: Luciele Di Camargo, irmã de Zezé, massacra o canto Belo após prisão da filha: “Tal pai”

Com uma faca no pescoço, o homem imobilizava a jornalista enquanto procurava , gritando, por Renata. A cena tomou enorme repercussão nas redes sociais e, aparentemente, o homem foi rapidamente contido.

A emissora processou o homem que teve julgamento marcado para esta quinta-feira. Ainda que os envolvidos e vítimas esperassem que o julgamento fosse feito de forma remota, tudo foi um engano. Mas, no fim das contas, marcaram o julgamento pessoalmente. Infelizmente, tanto Renata quanto Marina marcaram presença no local.

Continua após o anúncio
Renata Vasconellos Globo
Renata Vasconcellos vai à julgamento e fica em frente invasor da Rede Globo. (Foto: Reprodução)

Veja também: Ana Maria Braga diz que Louro José não morreu e assusta telespectadores: “Tenho certeza”

Ainda sobre a matéria

Segundo o jornalista Alessandro Lobianco, que revelou tudo em primeira mão nesta sexta-feira (13). No decorrer da investigação, o celular do homem foi vasculhado. A surpresa ficou por conta de algumas imagens de atrizes da Globo que estavam no aparelho do moço. Atrizes como Juliana Paes e Paolla Oliveira.

Mas, a responsável por julgar o caso, a juíza Simone de Farias Ferraz, analisou todas as provas presentes e não acatou a proposta de defesa. Segundo os defensores, o homem possui alguns problemas mentais e isso justifica as atitudes e medida tomadas. Mas, mesmo assim, um prazo foi dado para que o criminosos apresente provas cabíveis das quais comprovem a existência dos distúrbios mentais.

Continua após o anúncio

Mas, até o momento, as autoridades cabíveis não encontraram provas até o momento.

Deixe sua opinião

Send this to a friend