Repórter da Globo faz dancinha ao anunciar tragédia e emissora toma atitude

Esdras Paiva é demitido após exibir cena de repórter dançando em telejornal sobre mortes de crianças
Isabella Melo dançou durante cobertura de tragédia

Esdras Paiva é demitido após exibição polêmica de repórter dançando

Uma bomba estourou nos bastidores da Globo em Brasília! Esdras Paiva, um dos executivos mais respeitados da emissora, foi demitido nesta quinta-feira (23). A decisão foi tomada após um incidente polêmico no telejornal DF1.

Continua após o anúncio

O episódio envolveu uma repórter dançando nos bastidores de uma reportagem sobre o aumento de casos de negligência na pediatria da rede pública de saúde, causando indignação entre os telespectadores e a cúpula da Globo.

Nos últimos anos, Paiva atuou como coordenador de produção dos três telejornais locais da capital. A prática de exibir bastidores descontraídos nos telejornais era comum e incentivada por ele, com a intenção de aproximar os jornalistas do público. No entanto, essas imagens costumavam ser de situações leves e não de tragédias. A decisão de exibir tais cenas passava por editores e pelo editor-chefe do telejornal.

Dancinha de repórter pegou mal

O DF1 passou por mudanças significativas

Diego Moraes, que era o editor-chefe, pediu demissão devido ao sucateamento da emissora em Brasília. Ele foi substituído por Marina Cardozo, que assumiu seu primeiro cargo de chefia. Pouco experiente, Marina deixou passar a cena constrangedora no final do telejornal. A repórter Isabella Melo, que cobriu o aumento de mortes de crianças na rede pública de saúde, apareceu dançando e rindo no local onde havia reportado a crise. Essa cena chegou aos olhos da cúpula da Globo, no Rio de Janeiro.

Continua após o anúncio

Leia também: Tony Ramos recebe alta após oito dias internados após cirurgias para drenar um hematoma subdural na cabeça

A reação da Globo foi rápida e decisiva. Na edição seguinte do DF1, exibida na quinta-feira, os bastidores dos jornalistas foram substituídos por imagens mais adequadas para um telejornal. O encerramento contou com um time-lapse do Estádio Nacional de Brasília e um vídeo sobre a inclusão de pessoas com deficiência em órgãos públicos. A tendência foi mantida no Bom dia DF da sexta-feira, que terminou com imagens ao vivo do trânsito e do amanhecer em Brasília.

O site TV Pop teve acesso ao comunicado interno enviado por Luiz Ávila, diretor de Jornalismo da Globo em Brasília, sobre a demissão de Paiva. No texto, Ávila lamenta a saída de seu amigo de longa data, destacando a qualidade profissional e a sensibilidade humana de Paiva. Ávila reforça que a decisão de demitir Paiva foi tomada pela cúpula da emissora, contra sua vontade.

Esdras Paiva era visto como um profissional raro

Ele ocupou diversos cargos na Globo de Brasília, incluindo na equipe do Jornal Nacional e na chefia do DF1, o telejornal que acabou motivando sua saída.

O substituto de Paiva ainda não foi anunciado, mas a expectativa é alta. A Globo busca alguém capaz de restaurar a confiança dos telespectadores e manter a qualidade dos telejornais locais. A saída de Paiva marca o fim de uma era na Globo Brasília, onde ele trabalhou por mais de 20 anos.

Continua após o anúncio

A demissão de Esdras Paiva abre uma discussão sobre os limites da descontração nos telejornais e a responsabilidade dos jornalistas ao cobrir assuntos delicados. O caso serve como alerta para outras emissoras e profissionais da comunicação sobre a importância de manter o respeito e a seriedade em coberturas de tragédias.

Deixe sua opinião