Danilo Gentili faz piada com polêmica no Carrefour e gera repercussão

Danilo Gentili, apresentador do programa The Noite do SBT, faz piada com polêmica do Carrefour (Foto: Reprodução)
Danilo Gentili, apresentador do programa The Noite do SBT, faz piada com polêmica do Carrefour (Foto: Reprodução)

Danilo Gentili causa polêmica ao fazer piada com polêmica do Carrefour

Danilo Gentili é sempre irreverente e desbocado, e costuma comentar sobre tudo, sem dar importância para o que as pessoas vão pensar de suas piadas. Ontem o apresentador fez piada sobre uma polêmica, o incêndio em uma unidade do Carrefour, em São Paulo.

Continua após o anúncio

Veja também – Saiba quem foi o homem que deu beijão em Anitta em gravação de novo clipe

“Corram agora para o Carrefour que tá rolando queima total de estoque”, disse Danilo Gentili no seu perfil do Twitter. O Carrefour foi incendiado por pessoas que querem justiça depois que um homem negro foi morto em uma das unidades da rede de lojas em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

Veja também – Globo toma forte decisão e acaba com especial de Roberto Carlos

Continua após o anúncio

João Alberto Silveira Freitas, tinha 40 anos, foi espancado por seguranças do Carrefour e não resistiu aos ferimentos. O crime aconteceu na noite de quinta-feira (19), véspera do Dia da Consciência Negra. O caso repercutiu em toda a mídia do país e gerou uma onda de revolta na população.

Danilo Gentili causa polêmica com comentário sobre os protestos no Carrefour (Foto: Reprodução)
Danilo Gentili causa polêmica com comentário sobre os protestos no Carrefour (Foto: Reprodução)

Ainda sobre a matéria

João Beto, como era conhecido, havia ido fazer compras com a esposa, Milena. E após desentendimento, que não tem uma versão oficial até agora, ocorreu a agressão que levou João a morte. Os suspeitos, de 24 e 30 anos, foram presos em flagrante.

Um dos homens é policial e foi encaminhado para um presídio militar. Enquanto o outro homem, segurança de loja, foi encaminhado para um prédio da Polícia Civil.

Continua após o anúncio

A investigação, que será apurada pela 2ª Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Porto Alegre, trata o crime como homicídio qualificado. No entanto, para o pai de João Beto, João Batista Rodrigues Freitas, a morte de seu filho é classificada como “agressão covarde”.

Deixe sua opinião

Send this to a friend