Adriana Araújo, após criticar Bolsonaro e ser expulsa de Jornal, prepara saída oficial da Record

Adriana Araújo, após ser imparcial e criticar Bolsonaro, foi retirada de Jornal e emissora não renovará seu contrato (Foto: Reprodução)
Adriana Araújo, após ser imparcial e criticar Bolsonaro, foi retirada de Jornal e emissora não renovará seu contrato (Foto: Reprodução)

Adriana Araújo deixará a Record após criticar Bolsonaro

Adriana Araújo, que já está há 15 anos na Record, deixará a emissora no mês de março, data final do seu atual contrato, após criticar Bolsonaro. De acordo com a diretoria da emissora, a renovação é tida como “muito improvável”.

Veja também: Jojo Todynho mostra dificuldades com família, faz pedido desesperado aos fãs e entrega desafio 

A jornalista foi por cerca de 14 anos âncora do principal noticiário da emissora, o Jornal da Record, e abandonou o posto em junho de 2020, após tecer críticas ao governo Bolsonaro em sua rede social, em razão da transparência dos números de mortes da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

Um trecho do que ela disse na ocasião: “Estou passando aqui fora de hora porque, pelo segundo dia seguido, os dados da pandemia do coronavírus não saíram a tempo do jornal. Como esse é um dado relevante demais. É uma questão de saúde pública saber o que está acontecendo no Brasil agora é muito importante para todos nós. Estou passando aqui porque os dados saíram agora há pouco, depois de 10 da noite”, logo após ela destacou a perda de 1473 vidas confirmadas nas últimas 24 horas, na época.

Veja também: Jornalista da Globo mostra desespero após ataque ao vivo e deixa público surpreso após momentos de terror em cobertura

A postagem incomodou o alto comando da emissora, que vem adotando uma linha editorial com menos críticas ao presidente, sua publicação foi tida como afronto a estratégia institucional adotada pela emissora. 13 dias após a publicação, ela foi afastada do Jornal da Record, onde era âncora há 14 anos, e substituída pela jornalista Christina Lemos.

Dentro da emissora paulista, já existe o nome para substituir Adriana Araújo no comando do Repórter Record Investigação, jornalístico que ela assumiu após ser afastada da bancada do Jornal da Record.

Adriana Araújo, ex-âncora do Jornal da Record (Foto: Reprodução)
Adriana Araújo, ex-âncora do Jornal da Record (Foto: Reprodução)

Ainda sobre a matéria

Adriana Araújo é popular entre os colegas e o clima na redação da emissora já é de despedida. Antes de migrar para a Record, em 2006, a jornalista teve uma passagem pelo Grupo Globo de 11 anos. A morena tem boas relações com a CNN Brasil e sua contratação é bem avaliada por sua diretoria.

O único problema para a sua transferência é o seu atual salário na Record, considerado alto demais para o atual patamar do mercado. Para assinar o contrato do novo vínculo empregatício, teria que aceitar uma redução.

Na semana que se passou, o jornalista Flávio Ricco deu a notícia que Adriana Araújo estava acertando sua ida para a TV paga, especificamente na CNN Brasil. Ela negou a nota, mas internamente, de acordo com fontes ouvidas, a resposta de Araújo foi vista como protocolar, já que não pode assumir que negocia com uma TV ainda sob a vigência do seu atual vínculo com a Record.

Parece que você bloqueou as notificações!

Siga o Gerou Buzz no Google Notícias e receba informações bombásticas das novelas, TV, e famosos em primeira mão - Clique Aqui!

site statistics