Siga a gente no Google News

EntretenimentoFamosos

SBT é condenado pela justiça após Celso Portiolli botar bruxo para desvendar assassinato brutal

Celso Portiolli no SBT (Foto: Divulgação)

Celso Portiolli no SBT (Foto: Divulgação)

Quadro de Celso Portiolli foi parar na Justiça

O TJSP condenou o SBT por causa de um quadro do programa de Celso Portiolli, em setembro de 2014.

A Justiça condenou a emissora a pagar R$ 50 mil de indenização à genitora de uma jovem morta em 2008 por Leandro Basílio Rodrigues, chamado Maníaco de Guarulhos. 6 anos depois da morte, o programa do SBT exibiu um quadro intitulado Os Paranormais, como informa o jornalista Rogério Gentile, do UOL.

O reality de Celso Portiolli tinha como foco escolher o melhor paranormal do Brasil, colocando à prova bruxos, astrólogos, médiuns e videntes a provas sobre seus dons. A última atividade da leva daquele ano envolvia a morte da garota de Guarulhos. Para o valor de R$ 50 mil, os competidores foram levados ao cenário da morte da jovem.

No programa de Celso Portiolli, com a imagem da vítima na mão, os competidores tinham que relatar detalhes do assassinato e os últimos instantes da jovem. O bruxo Edu Scarfon venceu o reality após fazer o relato mais próximo do que realmente ocorreu. Durante o programa, o apresentador utilizou frases como “se divirtam assistindo” e “vocês vão se divertir”.

Veja Também: Polícia abre inquérito contra Rodolffo do BBB21 por racismo e veredito é dado antes de paredão

Celso (Foto: Reprodução)

Celso (Foto: Reprodução)

Mais sobre a matéria

Sobre esse caso envolvendo o SBT e Celso Portiolli, que foi chamado de babaca por apresentadora, a mãe da menina disse no processo que o canal transformou a morte em um show. “Houve violação da memória da falecida”, declarou o advogado Fabricio Raposo no processo. Em contrapartida, o SBT declarou que, mesmo que a imagem da vítima tenha sido colocada em um quadro de entretenimento no Celso Portilli, a matéria não deixou de ser um “material jornalístico de interesse público”.

O Tribunal de Justiça não aceitou e resolveu que o reality paranormal não teve cunho jornalístico e que o SBT precisava de autorização para a exibição da imagem e o nome da jovem. “O programa criou uma gincana para que os videntes desvendassem o crime”, declarou.

Parece que você bloqueou as notificações!
Veja também
EntretenimentoFamosos

Márcia Goldschmidt entrega podre de Silvio Santos e faz revelação bombástica na Record: “Não tem preço”

EntretenimentoFamosos

“Jamais aceitaria uma baixaria dessas”, Celso Portiolli perde paciência e bate-boca por causa do programa

NotíciasNovelasSBTTriunfo do Amor

Triunfo do Amor: Maria descobre crime bárbaro de João Paulo e fica devastada: "Que horror"

EntretenimentoRatinho

Ratinho, depois de ‘trair’ SBT com Globo, escancara em comunicado e detona seu maior orgulho: “Valeu a pena”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

site statistics