Rodrigo Bocardi desabafa ao vivo e entrega fim de carreira na Globo: “Desistir”

Rodrigo Bocardi se emociona durante Bom Dia São Paulo (Foto: Reprodução)
Rodrigo Bocardi se emociona durante Bom Dia São Paulo (Foto: Reprodução)

No último 21 de setembro, os profissionais do noticiário da Globo, “Bom Dia São Paulo”, tiveram um dia triste ao saber da partida de um de seus colegas,, Wagner Vallim. Desse modo, o âncora do jornal, Rodrigo Bocardi, não escondeu a tristeza e fez um desabafo durante a apresentação.

Continua após o anúncio

Em resumo, Wagner Vallim foi vítima de um infarte fulminante. O profissional trabalhava no setor de apuração dos jornais da Globo em São Paulo, e o “Bom Dia SP” fazia parte, assim como o “SP1″. Portanto, o profissional verificava todas as notícias, testando sua veracidade, para que assim não se desenvolvessem pautas falsas.

Rodrigo Bocardi, de quem Vallim era muito próximo, ficou bastante abalado com a notícia e resolveu abrir o coração. “Perdemos um amigo muito querido. Ele era o responsável pelo nosso setor de apuração. Fico emocionado porque foi onde eu comecei minha carreira, o primeiro degrau do jornalismo”, contou.

Além disso, Bocardi recorda todas as vezes que o amigo tentou encorajá-lo a não desistir. “No último encontro com ele, pediu para tirar uma foto e disse: ‘Rodrigo, você não desista, você nos representa. É a importância do ‘Bom Dia São Paulo’. Sabe o que isso significa na vida de todos?’. E eu falava: ‘Não dá, Vallim, eu penso em desistir. É difícil'”, completou.

Anúncio

Por fim, Rodrigo Bocardi ainda revelou que daria continuidade em nome do amigo. “Ele dizia que o Jornalismo é coragem, me encorajando. Eu penso, muitas vezes, em desistir, e a palavra dele é insista, persista. Esse ‘Bom Dia’ vai continuar a pedido do Vallim”.

Rodrigo Bocardi presta última homenagem

Rodrigo Bocardi (Foto: Reprodução)
Rodrigo Bocardi (Foto: Reprodução)

Contudo, antes de prosseguir com o noticiário, Rodrigo Bocardi comentou a dificuldade daquele dia para ele e os profissionais do programa. O jornalista fez um pedido: atenção aos créditos de encerramento. “Quando eu falo sobe o nome desse time, é dessa forma que acontece, porque é quem faz o ‘Bom Dia’. E aí, entre todos os nomes, tem esse, uma pessoa que não está mais com a gente: Wagner Vallim”.

Deixe sua opinião

Send this to a friend