Siga a gente no Google News

Entretenimento

RedeTV! é condenada a pagar indenização após Encrenca fazer brincadeira com mulher

RedeTV! é processada por conta do programa Encrenca (Foto: Reprodução)

RedeTV! é processada por conta do programa Encrenca (Foto: Reprodução)

RedeTV! é processada por conta do programa Encrenca

O programa ‘Encrenca’ da RedeTV! é alvo de uma ação na justiça após uma brincadeira com uma mulher no trem. Lucilene de Souza Silva entrou com um processo contra a emissora e está exigindo 40 salários mínimos por conta de ter seu direito de imagem violado. Ela fez parte da pegadinha ‘Ombro Amigo’ e não gostou em nada.

Como ela não assinou a autorização para ter sua imagem veiculada na emissora e mesmo assim a atração descumpriu a regra, a Justiça condenou a RedeTV!. A Vara Cível de Osasco acatou o pedido da defesa de Lucilene em primeira estância e ordenou uma indenização no valor de R$ 7,5 mil, montante 5 vezes menos do que o solicitado.

Segundo o Notícias da TV, o magistrado entendeu que “a simples veiculação da imagem não autorizada já caracteriza, por si só, dano a direito da personalidade indenizável”. Ainda de acordo com que foi exposto na ação, a mulher “narra que estava sentada nos bancos da composição da linha 8 Diamante da CPTM, quando um homem sentado ao seu lado tentou se deitar em seus ombros, situação que a deixou constrangida e com medo de se tratar de assédio, o que a fez saior do local”.

Veja também – Ana Maria Braga comete gafe ao vivo e erra nome de Lumena no Mais Você

Veja também – BBB21: Sarah, Caio e Gil se unem, massacram Carla Diaz e apostam em eliminação: “Ela sai de certeza”

Veja também – Yudi Tamashiro, após se converter, entrega vida íntima e diz que saía do SBT para ir no prostíbulo

A defesa de Lucilene esclareceu o motivo do processo contra a RedeTV!: “Posteriormente, ela foi abordada por produtora da ré [RedeTV!] informando que se trava de ‘pegadinha’ e pediu autorização para veiculação das imagens, o que não fez, mas que em setembro de 2020 recebeu mensagens de mães de alunos e conhecidos de sua igreja, relatando a veiculação da ‘pegadinha’ sem a sua autorização”.

Violada, a mulher recorreu na justiça e antes de sair a sentença concedendo a indenização, ela conseguiu na justiça o pedido de para ter os vídeos em que aparecia retirados do YouTube. Os advogados da RedeTV! argumentaram contra alegando que “não tem a intenção de ultrajar a moral, que não há excessos ou exageros”. Mas após a averiguação dos dois pontos, a justiça deu causa ganha para a mulher e aceitou a solicitação de indenizar em um valor menor que os 40 salários mínimos solicitados.

VEJA COMO FUNCIONA A PEGADINHA ‘OMBRO AMIGO’

Parece que você bloqueou as notificações!
Veja também
EntretenimentoFamososNotícias

Luciana Gimenez, após ser chamada de 'garota de programa', trava guerra na Justiça contra Kajuru e recebe decisão de juiz

EntretenimentoFamososNotícias

Júlio Rocha quebra silêncio sobre TV Fama: "Não tomei lugar do Nelson Rubens"

EntretenimentoFamosos

Fora do ar, Catia Fonseca revela como pegou Covid-19: "Assustador"

EntretenimentoEspeciaisFamososNotícias

Sônia Abrão está namorando? Saiba tudo sobre a vida íntima da apresentadora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

site statistics