Record demite Rodrigo Constantino após polêmica e jornalista se revolta: “Arrego”

Rodrigo Constantino foi demitido da Record após polêmica e ficou revoltado (Foto: Reprodução)
Rodrigo Constantino foi demitido da Record após polêmica e ficou revoltado
(Foto: Reprodução)

Rodrigo Constantino foi demitido da Record após se envolver em polêmica

A Record anunciou nesta quinta-feira (05) a demissão de Rodrigo Constantino. O jornalista fez comentários polêmicos em torno do caso de violência sexual contra Mariana Ferrer. Após o anúncio de seu desligamento, no entanto, ele foi às redes sociais e disse que a emissora “arregou”.

Continua após o anúncio

A decisão foi anunciada pela Record por meio de nota enviada à imprensa nesta tarde. “O Grupo Record vem a público informar que dispensou o jornalista Rodrigo Constantino de suas funções”, informou a emissora (confira o comunicado na íntegra abaixo).

Veja também: A Força do Querer: Jeiza descobre mentira de Bibi e desmascara a rival

RODRIGO CONSTANTINO SE REVOLTA

Depois da decisão do canal de Edir Macedo, Constantino foi às redes sociais se pronunciar. Ele disse que seus empregadores sofreram pressão para demiti-lo.

Continua após o anúncio

“A Record foi mais um veículo que não aguentou a pressão. O departamento comercial pede ‘arrego’, pois recebe pressão de fora, dos chacais e hienas organizados, dos ‘gigantes adormedidos’. Sim, perdi mais um espaço, mas sigo com minha total independência e com minha integridade”, declarou o jornalista.

Veja também: Cauã Reymond abre o jogo sobre trabalhar com a ex Alinne Moraes em novela da Globo e entrega sensação

ANÚNCIO DA RECORD

“O Grupo Record vem a público informar que dispensou o jornalista Rodrigo Constantino de suas funções no portal R7 e na Record News.

A decisão foi tomada em virtude das posições que o profissional assumiu publicamente sobre violência contra a mulher, em canais que não têm nenhuma vinculação com nossas plataformas.

O jornalismo dos veículos do Grupo Record tem acompanhado com muita atenção o caso de Mariana Ferrer e o Grupo não poderia, neste momento, deixar qualquer dúvida de que justiça não se faz responsabilizando ou acusando aqueles que foram vítimas de um crime.

Veja também: Globo exibirá As Five, continuação de Malhação: Viva a Diferença, na TV; saiba quando

Apesar de ter garantias de liberdade editorial e de opinião, julgamos que o posicionamento adotado por Constantino não compactuou com o nosso princípio de não aceitar nenhum tipo de agressão, violência, abuso, discriminação por questões de gênero, raça, religião ou condição econômica.

Continua após o anúncio

Este é o compromisso do jornalismo do Grupo Record.”

Deixe sua opinião

Send this to a friend