Eliza Samudio morreu? Suposta carta indica o verdadeiro paradeiro de Eliza Samudio

Eliza Samudio acabou sendo morta pelo goleiro Bruno. Mas, seu corpo nunca encontraram (Foto: Reprodução)
Eliza Samudio acabou sendo morta pelo goleiro Bruno (Foto: Reprodução)

A morte da modelo continua gerando uma enorme repercussão na mídia

A morte de Eliza Samudio é um dos crimes mais bárbaros do país. Isso porque a mulher acabou sendo morta por seu então companheiro, o goleiro Bruno, e nunca teve seu corpo encontrado. Na época, o crime gerou uma enorme repercussão nacional e a investigação se arrastou ao longo de anos.

Anúncio

Para se ter uma pequena dimensão, a defesa do goleiro Bruno chegou a apurar a veracidade de uma carta. Na época, o advogado do assassino disse que a mensagem havia sido enviada por um presidiário. Segundo o defensor, o homem contou que a modelo mudou de nome, fugiu para a Bolívia e depois para a Europa.

Veja também – Após auge da carreira na Globo, fortuna de Sérgio Mamberti vem à tona e chama a atenção

Dessa forma, o presidiário disse que Eliza Samudio chegou a procurá-lo em 2010. Na carta, o homem relata que ela queria sair do país, e, por isso, levou a modelo para Governador Valadares. Lá, Eliza Samudio teria conseguido documentos falsos, em nome de Olívia Lima Guimarães.

Anúncio

Tal teoria nunca chegou a uma comprovação. Além disso, as apurações da polícia levaram a condenação de goleiro Bruno. Mas, como a Justiça no Brasil não tem um cumprimento de lei mais severo, o criminoso está livre e vivendo uma vida normal. Enquanto a família de Eliza Samudio sofre com a perda.

Anúncio
Carta que virou motivo de investigação por parte da defesa do goleiro Bruno
Carta que virou motivo de investigação por parte da defesa do goleiro Bruno

CORPO NUNCA ENCONTRADO, POSSÍVEL EXPLICAÇÃO

Além disso, Lene Sensitiva chegou a explicar o motivo de nunca encontrarem o corpo de Eliza Samudio. Segundo a médium, o goleiro Bruno usou soda cáustica para se desfazer dos restos mortais da mulher. Por isso, as investigações não encontraram nada.

Compartilhar notícia: