Datena anuncia vontade de sair do Brasil Urgente e Band corre atrás de substituto

Band procura substituto para Datena, após jornalista querer sair do Brasil Urgente (Foto: Reprodução)
Band procura substituto para Datena, após jornalista querer sair do Brasil Urgente (Foto: Reprodução)

Datena, visto como um dos melhores jornalistas da rede Bandeirantes, ele tem uma carreira de sucesso e é bastante respeitado no Brasil. Apesar de ser muito querido pelo público, o comunicador pretende percorrer outros caminhos e pensa em largar o noticiário.

Continua após o anúncio

Sendo assim, o jornalista pretende deixar sua função para ir para o entretenimento e o canal de família Saad já estaria sabendo dos planos do jornalista. Aliás, a emissora já estaria em busca de uma pessoa para ficar em seu lugar no Brasil Urgente a partir de 2023.

Vale destacar que o nome em alta para ocupar o lugar de Datena no jornal é o do apresentador Joel Datena. Por já está na are-a, a exemplo do pai, ele já é visto como o substituto ideal para o cargo, isso porque ele já tem uma grande experiência no ramo. Mas, até agora, a emissora não comunicou nada.

Além disso, o nome do jornalista repercutiu na última sexta-feira (07), após ele se reunir com Jair Bolsonaro, em Brasília.

Anúncio

As fotos do encontro dos dois repercutiram na mídia e os internautas pensaram que o jornalista estava sendo segurança do presidente, isso por causa de sua vestimenta.

Datena não demorou muito e explicou o porquê da reunião com Jair Messias Bolsonaro e falou sobre seu posicionamento político neste segundo turmo das eleições.

Dessa forma, o jornalista disse que sua inda a Brasília “foi porque recebi um convite da campanha do presidente Jair Bolsonaro para conversar sobre as eleições, do mesmo jeito que recebi um convite da campanha do presidente Lula (PT). A reunião com o Lula seria ontem, foi cancelada. Hoje, tive uma reunião rápida com o presidente Bolsonaro”.

Datena esclarece apoio ao Jair Bolsonaro

Datena (Foto: Reprodução)
Datena (Foto: Reprodução)

E logo depois do almoço com o político, o comunicador esteve na reunião e participou também de entrevistas ao lado de Bolsonaro. E para muitas pessoas, era o início de uma parceria para o segundo turno.

Porém, logo após o famoso deixou claro que não decretar apoio a ninguém.

“A minha empresa, que é a Band, é uma empresa de comunicação. Como todos vocês, é uma empresa neutra, e eu não posso me posicionar em relação a apoio direto ao presidente. Não posso apoiar nem o presidente Bolsonaro, nem o presidente Lula porque, na realidade, sou jornalista como vocês”, disse ele.

Deixe sua opinião

Send this to a friend