Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank sofrem dura perda na justiça envolvendo filho e Brasil lamenta

Maternidade que permitiu entrada de fotógrafos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso é novamente condenada (Foto: Reprodução)
Maternidade que permitiu entrada de fotógrafos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso é novamente condenada (Foto: Reprodução)

Maternidade que permitiu entrada de fotógrafos de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso é novamente condenada

O 8º Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro condenou a maternidade onde Giovanna Ewbank deu à luz Zyan, seu filho com Bruno Gagliasso, a pagar danos morais a mais um casal. A decisão se deu em face da proibição de que um fotógrafo registrasse o parto de seu filho durante a pandemia do novo coronavírus.

Ao mesmo tempo, o casal de artistas conseguiu a permissão para ser acompanhado por um profissional.

De acordo com a sentença, o tratamento foi desigual aos paris e gerou o “sentimento de frustração, revolta e diminuição” dos anônimos. O casal receberá R$ 41,8 mil.

Veja também: Thais Fersoza publica foto da filha e começa preparativos: “Natal”

“Vislumbram-se os sentimentos de frustração, revolta e diminuição pelas partes autoras, que não puderam registrar profissionalmente o momento mais importante de suas vidas, mas viu tal permissão a outro casal, exclusivamente em razão de fama e do retorno midiático conferido à própria demandada”, afirmou o juiz.

Dois meses antes, a Clínica Perinatal já havia sido alvo de ação de outro casal, pelo mesmo motivo, com a quantia similar estabelecida como indenização – R$ 40.000.

 

Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, publicaram, dois dias após o nascimento de Zyan, os registros do nascimento. (Foto: Reprodução)
Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, publicaram, dois dias após o nascimento de Zyan, os registros do nascimento. (Foto: Reprodução)

De acordo com informações do blog Migalhas, os advogados do casal do novo processo comprovaram, por meio de documentos apresentados, que a maternidade admitiu que abriu uma exceção a Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso. O relatório confirmou que houve tratamento diferenciado entre os pacientes que realizaram parto na maternidade.

Ainda sobre a matéria

Em sua defesa, a maternidade afirmou que a proibição dos fotógrafos atendeu a normas para evitar a propagação do coronavírus.

Veja também: Perlla e namorado passam por intervenção cirúrgica e surpreendem com resultado

Os protocolos de segurança dos meses iniciais da pandemia exigiam que os casais não seriam autorizados a ter acompanhantes ou profissionais de fotografia na sala de parto, em razão do coronavírus. No entanto, Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso, publicaram em suas redes sociais, dois dias após o nascimento de Zyan, os primeiros registros do momento do nascimento.

Rapidamente, outras mães se pronunciaram na internet sobre a necessidade de isonomia da maternidade Perinatal.

Parece que você bloqueou as notificações!

Siga o Gerou Buzz no Google Notícias e receba informações bombásticas das novelas, TV, e famosos em primeira mão - Clique Aqui!

Juliana Santos
Me chamo Juliana, moro em Brasília, tenho 23 anos. Sou Jornalista, formada na Universidade Católica de Brasília (UCB). Escrevo sobre entretenimento há 4 anos. Atualmente, coordeno também o portal A Brasília.
site statistics