Caos ao vivo: Repórter da Globo é atacado durante cobertura da tragédia no RS

Repórter é hostilizado ao vivo no Jornal da Globo durante cobertura da tragédia no RS, gerando revolta e apoio nas redes sociais.
Arildo Palermo, repórter da RBS (Foto: Reprodução / TV Globo)

Repórter da RBS, afiliada da Globo no Rio Grande do Sul, Arildo Palermo teve de interromper um link ao vivo no Jornal da Globo de quarta (8). O jornalista foi alvo de xingamentos de um homem e não conseguiu concluir as informações sobre a situação do Estado. “Os ânimos estão exaltados por aqui”, lamentou ele, que teve o profissionalismo elogiado por Renata Lo Prete.

Continua após o anúncio

Palermo mostrava uma tenda com atendimento médico em Porto Alegre, quando um homem começou a gritar na direção da equipe. “Vocês que são da Globo não prestam, desserviço de Globo. Mentira da mídia”, começou ele.

“Mentindo nessa televisão. Estão acusando a Record, o SBT de coisas que foram provadas”, berrou, em referência à denúncia da suposta cobrança de multas para veículos com doações na região feita por Márcia Dantas, da emissora de Silvio Santos.

Palermo até tentou seguir com as informações sobre a chuva forte no Estado. “A gente está recebendo algumas manifestações…”, comentou ele. Mas o homem continuou gritando. “William Bonner, você não tem mais autoridade aqui em Porto Alegre”, disparou, criticando a presenta do âncora do Jornal Nacional no local desde o início da semana.

Continua após o anúncio

Leia também: Pablo Marçal desabafa contra Globo em live enlouquecida: “Ritual Satânico” e “Venderão a Rede”

Sem saída, o repórter interrompeu o link. “Renata, eu vou precisar voltar com você. Daqui a pouco a gente conversa”, pediu ele.

Depois de alguns minutos, a jornalista anunciou a volta do colega. “A gente conseguiu restabelecer a conexão com o Arildo Palermo em Porto Alegre. Vamos lá voltar”, incentivou ela.

“Só para constar, está tudo bem com a nossa equipe. A gente entende, os ânimos estão exaltados por aqui nesse momento, por tudo o que está acontecendo no Rio Grande do Sul”, minimizou o jornalista, que apareceu numa área com menos pessoas.

Após o repórter terminar sua passagem, a âncora o elogiou. “Arildo, muito obrigada pelas informações e pelo profissionalismo seu e da equipe”, valorizou Renata.

Continua após o anúncio
Deixe sua opinião

Send this to a friend