Governo Lula cortou verba da Jovem Pan por espalhar fake news

Presidente Lula mandou cortar verba da Jovem Pan (Foto: Lula / Montagem)

O ministro da Secom, Paulo Pimenta, afirma que a Jovem Pan perdeu verba publicitária devido à disseminação de fake news. Segundo ele, a decisão segue orientações do TCU, embora sem menção direta à emissora.

Continua após o anúncio

Apesar de ter sido excluída de ações publicitárias iniciais, a Jovem Pan recebeu R$ 90 mil em dezembro da Secom. A emissora está sendo investigada pelo MPF por conteúdo desinformativo.

Apesar disso, Pimenta afirma não haver veto a anúncios na empresa, mas uma “recomendação”. Pressionada, a Jovem Pan demitiu comentaristas bolsonaristas.

O MPF abriu inquérito para apurar violações e abusos da Jovem Pan. A empresa tenta se desvincular do bolsonarismo após críticas.

Anúncio

A AGU concorda com uma possível indenização à Jovem Pan, mas não apoia a retirada da concessão. O governo está ativo no processo contra a emissora.

A Secom justifica a medida citando orientações do TCU sobre o direcionamento de verbas a mídias associadas a fake news.

Anúncio

Em meio ao embate, a Secom publicou normas para evitar anúncios em sites com fake news. A polêmica está longe de acabar.

Deixe sua opinião

Send this to a friend