Datena se irrita no Brasil Urgente na Band: “Você calado é um idiota”

Apresentador Datena na Band (Foto: Reprodução)
Apresentador Datena na Band (Foto: Reprodução)

Apresentador Datena na Band se irritou

O jornalista Datena hoje (26), que detonou prefeito, conversou com Catia Fonseca na Band. Contudo, o apresentador se mostrou irritado e mandou indiretas aos bastidores, sem citar nomes.

Continua após o anúncio

“Ô Catia, acho bom a gente ir rápido hoje, porque hoje eu não estou muito bem pra falar. Tinha um filósofo que dizia que é melhor o sujeito achar que você é um idiota. Que você calado é um idiota. Do que ele ter certeza que você é quando você fala”, disse Datena.

Ele prosseguiu falando sobre o assunto. “E como eu tô meio bravo hoje, é melhor eu calar a boca. Mas eu também li uma frase linda do Abraham Lincoln. Porque o Abraham Lincoln falava: “Eu ando devagar, mas eu jamais ando para trás”. Eu estou pê da vida, porque eu já comecei a semana com o pé esquerdo”, falou Datena.

“Hoje eu estou meio irritado hein. Não tem dia que eu não esteja. Mas hoje eu estou mais um pouquinho. É bom não pisar no meu calo não hein”, finalizou ele no Brasil Urgente da Band.

Anúncio

Veja Também: Wesley Safadão é envolvido em caso de suposto assédio de criança e se pronuncia: “Sinceramente”

Catia e José Luiz (Foto: Reprodução)
Catia e José Luiz (Foto: Reprodução)

Mais sobre a matéria

O famoso do Brasil Urgente na Band, José Luiz Datena, se revoltou na atração ao vivo, por conta de processo que recebeu. Sendo assim, na tarde da última quarta-feira, 21 de julho, o comunicador veterano se pronunciou sobre ação na qual acabou sendo condenado no Judiciário.

Sendo assim, durante o Brasil Urgente desta quarta, Datena confirmou a informação do jornalista Rogério Gentile do UOL, sobre o processo na justiça. De acordo com o processo, o comunicador da Band terá que indenizar um policial militar de SP, por danos morais.

Em agosto do ano passado, Datena durante o Brasil Urgente ao vivo, chamou o policial militar de desequilibrado e o acusou de agredir seu cinegrafista. No entanto, o policial pediu na justiça uma indenização de R$ 40 mil, mas, a justiça diminuiu para apenas R$ 5 mil. Em nota ao vivo na TV, o apresentador explicou o acontecido.

Anúncio

“Eu queria deixar uma coisa bem claro: Que decisão judicial cumpra-se. Ainda tenho direito ao recurso. Eu acabei sendo condenado porque, quando a gente acabou de cobrir um acidente, veio um cidadão e empurrou o nosso cinegrafista ostensivamente com argumento de que ele não podia ficar naquele local, que era perigoso“, falou.

Deixe sua opinião

Send this to a friend