Chico Pinheiro quebra protocolo ao vivo no Bom Dia Brasil e detona famoso sem dó: “Cuide da sua vida”

Chico Pinheiro, da Globo, fala sobre polêmica com Maurício Souza (Foto: Reprodução)
Chico Pinheiro, da Globo, fala sobre polêmica com Maurício Souza (Foto: Reprodução)

Maurício Souza, jogador de tênis e bolsonarista, teve fala homofóbica que se tornou viral e acabou sendo demitido do Minas Tênis Clube. Dessa forma, a notícia teve grande relevância por todo o país e diversos âncoras de telejornais opinaram sobre o fato, dentre eles Chico Pinheiro, que já foi ignorado ao vivo.

Continua após o anúncio

Veja também: Luísa Mell e Dado Dolabella estariam se conhecendo melhor e affair é exposto

O titular do “Bom Dia Brasil”, Chico Pinheiro, falou sobre o acontecimento de forma firme. “Em hipótese nenhuma, qualquer postura homofóbica, por mais que ela seja considerada uma ‘opinião’, porque não existe opinião homofóbica, não é assim que a coisa funciona, pode ser relevada”, analisou.

Sendo assim, acrescentou: “Não concordo com essa tag. Não sou ele, não me considero ele, e acho super importante que um país que mata muito por causa da homofobia tenha uma postura que rechaça esse tipo de coisa. Sim, gente, temos que levar a sério, porque todos nós precisamos ser vistos como iguais, seres humanos”.

Anúncio
Jogador bolsonarista que proferiu fala homofóbica e sofreu demissão (Foto: Reprodução)
Jogador bolsonarista que proferiu fala homofóbica e sofreu demissão (Foto: Reprodução)

Chico Pinheiro opina junto com outros apresentadores sobre Maurício Souza

Sendo assim, o veterano ainda falou sobre o cerne do fato: “Vai dar em afeto, em amor, em alegria, em pessoas felizes, é aí que vai dar. Agora, se alguma pessoa se sente, sei lá, balançada por esse tipo de imagem, o problema não é quem está se beijando, o problema é que talvez o que essa pessoa considera como masculinidade seja uma coisa mais frágil. Gente, de boa, vamos parar com isso”, encerrou.

“Maurício, homofobia não é opinião, é crime, cara. Mata! Você fez essa ofensa nas redes sociais que você tem mais de 300 mil seguidores. Depois foi pedir desculpa em uma que tem 50? Atitude covarde, né? Outra coisa, essa questão não é política”, disse Felipe Andreolli, colega de Chico Pinheiro, durante o programa esportivo vespertino da segunda maior emissora do mundo.

Além disso, o apresentador continuou falando sobre as desculpas que o jogador falou antes da demissão. “Você não sofreu demissão do Minas porque é conservador, de direita ou religioso, nem por causa da ‘lacração da internet’. Você sofreu demissão porque foi homofóbico e, pelo jeito, não se arrependeu. Homofobia é crime e não se respeita!”, acrescentou. Que horror ainda ter gente assim no mundo, né!?

Deixe sua opinião

Send this to a friend