Lula rebate Bolsonaro após ser chamado de jumento e diz porque não xingaria de volta

Debate na Globo é o mais esperado neste segundo turno. (Foto: Reprodução/ Lula: Ricardo Stuckert / Bolsonaro: Renato Pizzutto/Band/Divulgação).
Lula e Bolsonaro (Foto: Reprodução/ Lula: Ricardo Stuckert / Bolsonaro: Renato Pizzutto/Band/Divulgação).

Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, respondeu às ofensas feitas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro, do PL. O derrotado nas Eleições 2022 o insultou durante um evento na Câmara Municipal de São Paulo, chamando-o de “jumento”.

Continua após o anúncio

Veja também – Larissa Manoela vai atrás do dinheiro após mãe vender mansão sem ela saber

Desse modo, em suas redes sociais, o político do PT afirmou que o jumento é um animal simpático e mais esperto que alguns. Além disso, afirmou que compará-lo a Bolsonaro seria ofensivo para os jumentinhos, que não fazem mal a ninguém.

Sendo assim, as declarações ofensivas de Bolsonaro foram feitas durante seu discurso na cerimônia de filiação do vereador Fernando Holiday ao Partido Liberal (PL). Ele questionou a quem interessa ter ele ou um “entreguista” na Presidência da República e chamou Lula de “analfabeto” e “jumento”.

Continua após o anúncio

Lula, por sua vez, respondeu com bom humor, destacando que o jumento é um animal simpático e mais esperto do que alguns podem imaginar. Sua resposta acabou sendo uma forma de rebater as ofensas sem se deixar abalar e mostrando-se indiferente aos ataques de Bolsonaro. O cenário político brasileiro continua a ser marcado por tensões e trocas de farpas entre líderes políticos de diferentes partidos.

Lula passará por cirurgia

Lula precisará realizar cirurgia (Foto: Reprodução)
Lula precisará realizar cirurgia (Foto: Reprodução)

Dessa forma, vale lembrar que, durante uma transmissão ao vivo realizada nesta terça-feira, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou que passará por mais um procedimento para aliviar as dores no quadril. Essa intervenção está agendada para acontecer no Hospital Sírio Libanês, em Brasília, na quarta-feira.

Continua após o anúncio

Por fim, é importante destacar também que no último domingo, o mandatário já havia passado pelo mesmo procedimento na unidade do hospital localizada em São Paulo. Em resumo, o procedimento realizado chama-se infiltração e tem como objetivo proporcionar alívio das dores no quadril do presidente.

Deixe sua opinião

Send this to a friend