Jovem de 16 anos mata pais e irmã a tiros dentro de casa em São Paulo

Um adolescente de 16 anos foi responsável por um ato chocante ao assassinar seus pais e sua irmã a tiros dentro de casa em São Paulo.
Jovem
Jovem planejou crime brutal contra família/Foto: Reprodução

Um adolescente de 16 anos foi responsável por um ato chocante ao assassinar seus pais e sua irmã a tiros dentro de casa, localizada na Zona Oeste de São Paulo.

Continua após o anúncio

O menor ligou para a Polícia Militar na noite de domingo (19) e admitiu ter cometido o crime, utilizando a pistola que pertencia ao pai, que era membro da Guarda Civil de Jundiaí.

De antemão ele alegou que não mantinha uma boa relação com seus pais e que planejou o crime após ter seu celular confiscado pela família.

Um adolescente de 16 anos foi apreendido na madrugada desta segunda-feira (20) após confessar à polícia que havia assassinado o pai, a mãe e a irmã dentro de casa na Vila Jaguara, Zona Oeste de São Paulo.

Continua após o anúncio

Segundo o boletim de ocorrência, o menor ligou para a Polícia Militar na noite de domingo (19) e admitiu ter cometido os homicídios, utilizando a arma de fogo de seu pai, que era Guarda Civil Municipal em Jundiaí (SP), e expressou o desejo de se entregar.

Logo mais policiais se dirigiram à residência da família, localizada na rua Raimundo Nonato de Sa, onde encontraram o adolescente.

De antemã0 ele relatou que havia perpetrado os crimes na última sexta-feira (17) devido a sentimentos de raiva em relação aos pais.

Os corpos de Isac Tavares Santos, de 57 anos, Solange Aparecida Gomes, de 50 anos, e Letícia Gomes Santos, de 16 anos, foram descobertos com ferimentos de bala provocados por uma pistola e já se encontravam em estado de decomposição, conforme informações da polícia.

A  pistola utilizada nos crimes foi localizada sobre a mesa da sala, municiada e com um cartucho intacto.

Próximo ao corpo da adolescente, também foi encontrada uma cápsula deflagrada de arma de fogo. A arma e a munição foram apreendidas.

O adolescente foi conduzido à delegacia, onde admitiu que sempre teve conflitos com seus pais adotivos.

Ele alegou que na quinta-feira (16) foi chamado de “vagabundo” por eles, que confiscaram seu celular.

Incapaz de utilizá-lo para preparar uma apresentação escolar, ele afirmou ter planejado os homicídios.

VEJA TAMBÉM: Giullia Buscacio, Sandra de ‘Renascer’, desabafa sobre problema de autoestima: ‘Fiz anos de..’

O jovem também afirmou que sabia onde seu pai guardava a arma e a testou momentos antes do ataque.

No dia seguinte, sexta-feira (17), ele atirou no pai, que estava de costas na cozinha. A irmã ouviu o disparo, foi até o local e foi baleada no rosto.

Após cometer os assassinatos, o adolescente foi para a academia. Ao retornar, esperou pela mãe, que foi morta ao deparar-se com os corpos do marido e da filha.

Ademais, no dia seguinte, o adolescente colocou uma faca no corpo da vítima.

Em suma o caso foi registrado como ato infracional por homicídio, feminicídio, posse ou porte ilegal de arma de fogo de uso restrito e vilipêndio de cadáver.

Continua após o anúncio
Deixe sua opinião