Empresa de submarino confirma morte dos 5 bilionários após implosão catastrófica; saiba o que aconteceu

Submarino sumiu com bilionários (Foto: Divulgação)
Submarino sumiu com bilionários (Foto: Divulgação)

A empresa OceanGate, encarregada do submarino que desapareceu no norte do Oceano Atlântico, informou oficialmente o falecimento dos cinco membros da tripulação a bordo do Titan. Em um comunicado enviado à CNN Internacional nesta quinta-feira, 22, a empresa expressou seu profundo pesar pela perda da equipe.

Continua após o anúncio

As pessoas envolvidas no acidente são o bilionário britânico Hamish Harding, de 58 anos, o empresário paquistanês Shahzada Dawood, de 49 anos, e seu filho Suleiman Dawood, de 19 anos, Paul-Henri Nargeolet, mergulhador especializado em destroços do Titanic, de 73 anos, e Stockton Rush, CEO da OceanGate Expeditions, de 61 anos.

Submarino com bilionários implodiu

Recentemente, a Guarda Costeira dos Estados Unidos localizou os destroços do submarino Titan. Fragmentos da embarcação foram encontrados a uma distância de 487 metros da proa do Titanic, a uma profundidade de 3.800 metros. Então, durante uma coletiva de imprensa, um oficial da Guarda Costeira afirmou que os destroços são consistentes com uma perda catastrófica de pressão no submersível. Isso porque, a hipótese das autoridades é que tenha ocorrido uma “implosão catastrófica” no veículo.

Foram localizadas pelo menos cinco seções do submarino, incluindo a tampa traseira, a estrutura e parte frontal. Além disso, os destroços foram descobertos com o auxílio da sonda canadense Horizon Arctic, em conjunto com dois robôs especializados em exploração submarina. Então, esses robôs alcançaram a profundidade máxima do Oceano Atlântico dentro da área de busca designada, abrangendo cerca de 20 mil metros quadrados.

Continua após o anúncio

Entenda o caso que chocou o mundo

Submarino sumiu com bilionários (Foto: Divulgação)
Submarino sumiu com bilionários (Foto: Divulgação)

A empresa responsável pela operação do submarino utilizado em expedições aos destroços do Titanic, que desapareceu, é a OceanGate. Dessa forma, os destroços do renomado navio, que naufragou em 1912, encontram-se a uma distância aproximada de 600 km da costa do Canadá, a uma profundidade de 3.800 metros.

O veículo desapareceu no domingo, dia 18. A comunicação com o submarino encerrou às 1h45min, no início da expedição, mas a empresa só notificou as autoridades sobre o desaparecimento oito horas depois. Então, as guardas costeiras dos Estados Unidos e do Canadá realizaram operações de busca e resgate, mobilizando helicópteros, navios e sondas controladas remotamente. Inicialmente, havia temores de que a tripulação pudesse ficar sem oxigênio, uma vez que o submersível possuía suprimentos suficientes para 96 horas.

Continua após o anúncio
Deixe sua opinião

Send this to a friend