Anitta e o candomblé: Entenda a ligação da cantora com a religião

Anitta e o candomblé: Entenda a ligação da cantora com a religião em que a mesma frequenta desde seus primeiros sucessos ainda em 2013.
Anitta
Cantora segue religião desde 2013/Foto: Reprodução

Anitta frequenta terreiro na baixada Fluminense, juntamente com seu pai e irmão. Após 10 anos de grandes sucessos nacionais e internacionais a cantora procurou a religião para agradecer sucesso e desde então tem frequentado sessões.

Continua após o anúncio

A história de Anitta com o candomblé, que será retratada no clipe “Aceita”, gerou polêmica antes mesmo de seu lançamento marcado para esta terça-feira ao meio-dia.

No entanto, essa conexão não é recente. Em julho de 2013, apenas três meses após o grande sucesso de “Show das Poderosas”, Anitta visitou o terreiro de candomblé do pai de santo Sérgio Pina, localizado em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Sua visita teve como propósito agradecer pelo sucesso alcançado até então. Essa relação com o candomblé parece ter raízes profundas na vida e na jornada artística de Anitta.

Continua após o anúncio

A cantora posou para uma selfie ao lado do religioso, que desejou: “Que Papai do Céu continue iluminando seus passos”. E parece que realmente iluminou. Anitta teve seu primeiro contato com o terreiro de candomblé por influência do pai, Mauro, e do irmão, Renan, que já frequentavam o local.

Apesar da mãe, Miriam, ser uma católica fervorosa e não ter gostado muito da ideia, Anitta seguiu com sua fé e explorou essa vertente espiritual em sua jornada. Essa disposição em seguir sua própria jornada espiritual, apesar das diferenças familiares, mostra a determinação e a autenticidade da cantora em seguir seus próprios caminhos.

Desde que se tornou famosa, Anitta faz visitas esporádicas ao terreiro na Baixada Fluminense. Sua ida ao local nunca é anunciada para evitar curiosos. No entanto, uma vez lá, é tratada como qualquer outro frequentador, sem privilégios especiais.

VEJA TAMBÉM: Mineiro desaparece após show de Madonna: Família busca por jovem de 35 anos

Não há fotos ou alarde sobre sua presença, enfatizando seu desejo de manter essa parte de sua vida espiritual privada e longe dos holofotes da fama. Essa discrição demonstra seu respeito pela tradição e pela comunidade religiosa, além de sua busca por uma conexão genuína com sua fé.

“Dentro do axé somos todos iguais. Ela era sempre vista nas grandes festas, nas quais só é permitida a entrada de pessoas de confiança do pai de santo”, revelou uma frequentadora

Continua após o anúncio

Em suma o pai de santo Sérgio Pina, de 48 anos, é amplamente respeitado no universo do candomblé e conta com uma clientela diversificada, que inclui outros famosos, como o comentarista de carnaval Milton Cunha. Essa longa história e reputação de respeito destacam a importância e a seriedade do terreiro e de seu líder espiritual no cenário religioso e cultural do Rio de Janeiro. O terreiro, situado em uma rua de terra, próxima a uma favela, no bairro do Cobrex, e tem uma história de 35 anos.

Deixe sua opinião

Send this to a friend