Advogado de Agnaldo Timóteo revela decisão da justiça sobre herança para a filha do cantor

Cantor Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)
Cantor Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)

Filha adotiva de Agnaldo Timóteo volta para a casa do cantor após ser expulsa

Após a morte do cantor Agnaldo Timóteo, a filha adotiva do artista, Keyty Evelyn, 14 anos, teve uma decisão agradável na justiça. Isso porque seus advogados Sidnei Lobo Pedroso e Maria Lúcia Vieira Lobo, representantes do famoso no processo de adoção da adolescente, comemoram a efetivação da paternidade no dia dos pais.

Anúncio

Dessa forma, Agnaldo Timóteo falecido, acabou sendo considerado pai da jovem Keyty Evelyn, de 14 anos, por meio de decreto da justiça. Com isso, ela se torna a principal herdeira dos bens do cantor, com diversos imóveis no Rio de Janeiro, São Paulo e Cabo Frio, avaliados em mais de R$ 10 milhões.

Ao site Natelinha os advogados de Agnaldo destacaram. “Entrei com a ação no dia 21 de janeiro. O Agnaldo tentou outras vezes e não conseguiu. Em praticamente sete meses consegui uma sentença favorável da adoção e a destituição do poder familiar da mãe, o nome dela sai do registro de nascimento e ela passa a se chamar Keyty Evelyn Timóteo. Ela passa a ser a única herdeira da herança do Agnaldo Timóteo”.

Cantor Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)
Cantor Agnaldo Timóteo (Foto: Reprodução)

Mais sobre a matéria

Sendo assim, o advogado afirmou que agora a irmã do artista não poderá mais expulsar a criança da casa do cantor. “Vou pedir para o juiz que ela tenha além do 50% que ela tem direito, mais 25% da metade que ele deixou disponível, então ela poderá ter direito a 75% da herança”, disse.

Anúncio

Além disso, Sidnei Lobo passou a ser tutor legal da filha adotiva de Agnaldo Timóteo. Amigos há mais de 40 anos, Sidnei ajudou o cantor sem cobrar nenhum centavo. “Com a ajuda da doutora Mara e com o brilhante trabalho do Ministério Público e da magistrada da vara da Infância e Juventude, consegui dar de presente para o Agnaldo no mês do dia dos pais, que ele fosse mesmo que postumamente pai da Keyty Evelyn agora”.

Ainda segundo o advogado, Agnaldo Timóteo deixou um percentual para os irmãos Cícero Timóteo, Ruth Timóteo e os afilhados Márcio e Marcele. “O direito hereditário agora é dela. Uma coisa é deixar por testamento, agora ela é herdeira por ser filha. Ela convivia com o Agnaldo desde 1 ano e seis meses, ele passou a cuidar e dar a ela, afeto, amor e carinho”, contou.

Anúncio

“Ela ficava pedindo esmolas perto da Câmara de Vereadores de São Paulo, um dos funcionários do Agnaldo sempre levava marmita para ela. Um dia, ela foi no gabinete conversar com Agnaldo, ele pegou a Keyty no colo quando tinha um ano e meio e chamou ele de ‘papai’. Aí acabou com o coração dele”.

Compartilhar notícia: